Como surgiu a tradição dos Biscoitos de Natal

Como toda boa história a do biscoito natalino também possui uma em cada canto do mundo, mas as mais famosas são duas, a primeira que fala de sua origem que nasceu na Escandinávia, no ano de 1875.

 

Conta-se que uma senhora e seu marido assaram um grande biscoito em formato de homenzinho, com boca, olhinhos e botões confeitados (há quem diga que foi confeito com bico Wilton rsrs). Acontece que, ao abrir o forno o biscoito pulou da forma e saiu correndo pela janela feliz da vida. Famintos, a senhora e seu marido tentaram pegar o biscoito, que cantava:
– Corram, Corram! Corram o mais rápido que puderem! Vocês não podem me pegar. Eu sou o homem de biscoito!
Durante sua jornada o homem de biscoito encontrou mais pessoas e animais famintos, mas ele sempre conseguia escapar e cantava sua “bela” canção:
– Corram, Corram! Corram o mais rápido que puderem! Vocês não podem me pegar. Eu sou o homem de biscoito!
Desde então todos tentaram pegar o biscoitinho para arrancar-lhe um pedaço, mas dizem que até hoje ninguém nunca o pegou.

Gostou da história? No final do texto tem uma receita para vocês aprenderem a fazer os seus biscoitos natalino, mas cuidado, não vá deixar o danadinho fugir.

A segunda não é bem uma história e sim uma tradição, que ganhou popularidade na década de 30 para os norte-americanos. Além de ajudar a prepara-los, as crianças, ofereciam alguns ao Papai Noel na noite de Natal, acompanhado de um copo de leite, aprendendo desde cedo a lição de gentileza e gratidão.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre os biscoitos vamos confeitar?
Entre na nossa aba de receitas e não se esqueça de deixar o seu comentário 😉

Deixe uma resposta